Terapia On-line

Bem-vindo(a) ao Psicoterapêutico.

Este portal é mantido pelo psicólogo Ezequiel de Almeida, CRP 14/05292-8.
 
O site psicoterapêutico tem como principal objetivo, criar um espaço de informação e orientação presencial e on-line. Navegue no nosso site e conheça as modalidades de atendimento, os serviços prestados e as matérias do portal. E não hesite de entrar em contato!
 
Sobre o Portal
Psicoterapêutico
Sobre o Psicólogo
Ezequiel de Almeida
Mais sobre
Terapia On-line

Desenvolvimento do cérebro do feto é comprometido por uso de maconha durante a gravidez

 

Desenvolvimento do cérebro do feto é comprometido por uso de maconha durante a gravidez

Um número crescente de crianças sofre as consequências da exposição ao uso de drogas pela mãe durante a gravidez, e a maconha é uma das substâncias mais frequentemente utilizadas. Isso motivou estudo, publicado no Jornal EMBO, realizado em ratos e em tecido do cérebro humano, para decifrar a base molecular de como o principal componente psicoativo da cannabis, chamado delta -9-tetrahidrocanabinol, ou THC, afeta o desenvolvimento do cérebro do feto durante a gestação. 

 

O estudo destaca que o consumo de cannabis durante a gravidez claramente resulta em desenvolvimento defeituoso de células nervosas do córtex cerebral, a parte do cérebro que coordena as funções cognitivas mais importantes e coordena a formação da memória. Em particular, o THC afeta negativamente se e como a plataforma estrutural e o canal para a comunicação entre as células nervosas, as sinapses e os axônios, irão desenvolver e funcionar.

Os pesquisadores também identificaram o Stathmin -2 como uma proteína chave alvo da ação do THC, e sua perda é caracterizada como uma razão para o crescimento defeituoso do nervo. Ressalta-se que a exposição à cannabis em modelos experimentais coincidiu justamente com o período fetal, quando as células nervosas formam conexões entre si.

De acordo com o líder do estudo, o professor Tibor Harkany, que divide seu tempo entre o Instituto Karolinska e a Universidade Médica de Viena, na Áustria, esses déficits no desenvolvimento podem provocar modificações para o funcionamento do cérebro de pessoas afetadas ao longo da vid a. Mesmo que nem todas as crianças que forem expostas à cannabis sofram déficits imediatos e evidentes, o Professor Harkany adverte que os danos relativamente sutis podem aumentar significativamente o risco de doenças neuropsiquiátricas mais tarde.

"Mesmo que o THC só cause pequenas mudanças, o seu efeito pode muito bem ser suficiente para sensibilizar o cérebro a fatores causadores de estresse mais tarde ou a doenças, e provocar distúrbios neuropsiquiátricos em pessoas no futuro”, diz o professor Harkany. “Isso também envolve o uso medicinal da cannabis, que deve ser evitado durante a gravidez”.

 

Autor: OBID

Fonte: Traduzido e adaptado de Medical News Today

 

 

Contato

Tire suas dúvidas sobre terapia e o processo terapêutico.

Envie-nos um e-mail!

 

Serviços Psicológicos On-line

Serviços Psicológicos On-line é uma prática regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia e tem muitas vantagens.

Saiba mais